sábado, 8 de outubro de 2011

Xodó de Ribeirão Preto, Samur busca superação no Circuito CAIXA

Samur (de amarelo, à esquerda) na disputa em São Paulo: melhor tempo pessoal | Luiz Doro/ adorofoto

Um dos estreantes desta temporada, fundista disputará prova que também terá Maria Zeferina Baldaia e Sueli Aparecida Vieira; inscrições terminam terça-feira (11/10)

Os melhores fundistas brasileiros de 2011 e atletas de elite da área de Ribeirão Preto vão disputar a nona etapa do Circuito de Corridas CAIXA, no interior paulista, ao lado de um estreante que já virou o "xodó" da região. Samur César Batista Inácio, de 20 anos, chegou a Ribeirão em fevereiro e vem impressionando técnico e companheiros de treinos com seu desempenho. Agora, quer se superar para representar a cidade que o adotou, na prova de 16 de outubro. Para os amadores, as inscrições estão disponíveis no site www.circuitocaixa.com.br até terça-feira (11/10), com taxa de R$ 50,00. Maiores de 60 anos têm desconto de 50% sobre esse valor.

"Eu sonho muito alto, não tenho medo de treino. Quero ir o mais longe possível", revela Samur, que fez sua estreia como atleta de elite na etapa de Uberlândia do Circuito CAIXA (18/9) e, em apenas três provas disputadas, já reduziu sua melhor marca em 1 minuto. Bem adaptado a Ribeirão Preto, o jovem fundista afirma que está confiante para a nona etapa do Circuito CAIXA e que, como Sueli Aparecida Vieira, natural da cidade, e Maria Zeferina Baldaia, de Sertãozinho, na região, vai correr em casa.

Samur cresceu em Pratápolis, sul de Minas Gerais, trabalhando na colheita do café e jogando futebol nas horas de folga. Descobriu a corrida pelas mãos de um empresário da área, que organizava um circuito anual de cinco corridas na região, e não abandonou mais o esporte. "Fazia o caminho da roça para casa correndo, eram 3 km, 4 km. Quando viajava para participar de alguma prova, pegava dicas com outros atletas sobre treinos", lembra.

Descoberto pelo técnico Evandro Lazari, da equipe Pacer, que também orienta Sueli Aparecida Vieira e Maria Zeferina Baldaia, o fundista mudou-se para Ribeirão Preto 'com um pé atrás' e conseguiu o apoio da Prefeitura de Ribeirão Preto, que dá moradia num alojamento para atletas e uma bolsa de estudos. "Eu nunca tinha saído de casa, por isso estava um pouco desconfiado. E ficar longe da família é muito difícil, me deu até um pouco de depressão, no começo. Mas tinha que fazer uma escolha e fiz a escolha pelo esporte."

"O Samur é o nosso xodó. Todos por aqui acompanham de perto a sua evolução e torcem muito por ele. Seu objetivo, neste ano de estreia, é sempre ficar entre os dez primeiros nas provas, e ele já conseguiu isso na etapa de Curitiba do Circuito CAIXA, em que terminou em nono lugar", diz o técnico Evandro Lazari.

Samur superou a saudade da família e o calor interiorano - o sul de Minas, montanhoso, tem um clima frio - e garante que está preparado para conseguir o seu lugar entre os melhores fundistas do País. "Nunca imaginei que iria correr com aqueles atletas importantes que eu via pela televisão. Estou adorando cada prova do Circuito CAIXA, cada experiência. Tenho cada vez mais vontade de treinar e batalhar por resultados melhores", diz Samur, que, antes de conquistar títulos nas provas internacionais mais importantes, quer realizar um antigo sonho: vencer a São Silvestre de Pratápolis, diante da família e dos amigos.

Na reta final
Mais importante competição de corridas de rua do Brasil, com chancela da CBAt, o Circuito CAIXA está em sua reta final. Oito das 11 etapas deste ano, distribuídas por nove Estados do Brasil, já foram disputadas - Goiânia (15/5), Belo Horizonte (29/5), Campo Grande (7/8), Fortaleza (14/8), Recife (28/8), Uberlândia (18/9), Curitiba (25/9) e São Paulo (2/10). Todas as provas da competição, que ainda passará por Porto Alegre (30/10) e terminará em Brasília (6/11), somam pontos para o ranking brasileiro de provas de rua. Os dez primeiros colocados no ranking, nas categorias masculina e feminina, garantem o patrocínio da CAIXA em 2012.

O Circuito CAIXA é uma realização da HT Sports, com patrocínio da CAIXA Econômica Federal. A Centauro é a loja oficial do Circuito, que tem apoio da Marathon, isotônico oficial, da Polenghi, da Jovem Pan Ribeirão e da Concessionária Matriz KIA. Em Ribeirão Preto, conta ainda com o apoio da Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto, Secretaria de Esportes e da Empresa de Trânsito e Transporte Urbano de Ribeirão Preto (Transerp), além da supervisão técnica da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) e Federação Paulista de Atletismo.

Mais informações em www.circuitocaixa.com.br / http://twitter.com/circuitocaixa

via Local
-- 
FarolCom | Coletivo de Imprensa
rede web de informação e cultura