sábado, 31 de dezembro de 2011

Marílson termina São Silvestre em oitavo, embaixo de tempestade

Marílson, em 8º: chegada sob muita chuva. Cruz Nonata: a brasileira mais bem colocada, em 6º | Agência Luz/ BM&FBOVESPA

Fundista do Clube BM&FBOVESPA foi o 2º melhor brasileiro na corrida internacional, em São Paulo; Cruz Nonata, também do Clube, foi a melhor brasileira, com um 6º lugar

Os fundistas de elite cruzaram a linha de chegada da 87ª Corrida Internacional de São Silvestre, no último dia de 2011 (31/12), em São Paulo, sob uma chuva fortíssima e cientes de que teria sido impossível bater o etíope Tariku Bekele, tal o ritmo imposto pelo corredor. Bekele venceu a prova em 43min36. Marílson Gomes dos Santos, do Clube de Atletismo BM&FBOVESPA, tricampeão da prova (2003, 2005 e 2010), cruzou em oitavo - foi o segundo melhor brasileiro, com 45min06. Entre as mulheres, Cruz Nonata, também do Clube BM&FBOVESPA, foi a melhor brasileira, em 6º (51min59), em prova vencida por Priscah Jeptoo (48min48).

O sol chegou a aparecer no início da tarde em São Paulo, mas a chuva da manhã voltou exatamente na hora da largada masculina, na Av. Paulista, em frente ao Masp. E só foi ficando mais forte. Os brasileiros Marílson Gomes dos Santos e Damião de Souza chegaram à Avenida Pacaembu junto com o pelotão de africanos. Cinco africanos abriram vantagem em seguida: os quenianos Barnabas Kosgei, Mark Korir, Mathew Kisorio e Martin Lel e o etíope Tariku Bekele. Daí para a frente, só deu Bekele. O etíope abriu vantagem em relação ao restante do pelotão quando a corrida chegou ao Centro e ainda vinha sozinho no Viaduto do Chá, depois de 10 quilômetros de prova.

Bekele impôs seu ritmo, apesar da tempestade, para cruzar em primeiro. Os quenianos Mark Korir (segundo), Mathew Kisorio (terceiro) e Martin Lel (quarto) dividiram o pódio com Najin El Qady, do Marrocos, que chegou em quinto. Os brasileiros mais bem colocados foram Damião de Souza, em sétimo, e Marílson Gomes dos Santos, do Clube BM&FBOVESPA, em oitavo.

"O Marílson ficou atrás muito cedo, na primeira ladeira do novo percurso, muito íngreme. Ele estava preparado para fazer 43min30, 43min40, mas os africanos desceram muito forte", afirmou o técnico Adauto Domingues, também do Clube BM&FBOVESPA. "O começo de prova desce muito e se você não estiver rápido, o que é o meu caso, por causa da atual fase de treinamento, fica mesmo", disse Marílson, que está no período de base, após o Pan, se preparando para a temporada de 2012. A chuva atrapalhou, "mas foi ruim para todo mundo", acentuou Marílson.

Marílson disse que fez uma boa prova. "Eu corri bem. O Bekele fez uma ótima prova. Não sei a fase de preparação em que ele está, mas parece estar bem rápido mesmo. Minha cabeça está mais voltada para a Olimpíada", comentou Marílson, confirmando que vai correr a Maratona de Londres, em abril.

Marílson está convocado para a Olimpíada de Londres/2012 por sua posição no ranking mundial da Associação Internacional de Federações de Atletismo (IAAF). Em 2011, fez seu melhor tempo para os 42 km e 195 m da maratona, justamente em Londres - 2h06min34. Além de tricampeão da São Silvestre (2003, 2005 e 2010), Marílson é bicampeão da Maratona de Nova York (2006 e 2008) e recordista sul-americano dos 5 mil e dos 10 mil metros, em pista, e dos 10 km, 15 km, 20 km e da meia maratona, em rua.

Cruz Nonata, a melhor brasileira na prova, disse que estranhou a chuva. "Se chove quando estou treinando, eu paro. A chuva interrompe o meu treino. Mas eu tive coragem e garra para enfrentar essa situação hoje. Agradeço a Deus por ter sido a melhor brasileira, estou feliz. Foi bom que tive forças para não desistir, para chegar", disse Cruz. A brasileira, que vai se dedicar à maratona em 2012, disse que agora que conhece o novo percurso, vai pensar em fazer um trabalho específico para a próxima São Silvestre.

O Clube de Atletismo BM&FBOVESPA integra o Instituto BM&FBOVESPA e tem parceria com a Nike, o Pão de Açúcar e a Prefeitura de São Caetano.

Mais informações: www.clubedeatletismo.com.br

via Local
-- 
FarolCom | Coletivo de Imprensa
INFORMAÇÃO | CULTURA | SERVIÇO