quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Brasil goleia Angola no encerramento da 1ª fase

Fortaleza (CE) - O Brasil encerrou com vitória sua participação no grupo A do 2º Torneio Mundial Feminino de Futsal. Nesta quarta-feira (7/12), a equipe bateu Angola por 12 a 0, no jogo que marcou o encerramento da fase de classificação da competição, que está sendo realizada no ginásio Paulo Sarasate, em Fortaleza (CE).

Com o triunfo as anfitriãs confirmaram a primeira posição do grupo, com nove pontos. As angolanas não pontuaram e terminaram na quarta colocação. A outra classificada da chave foi a Espanha, que terminou a fase com seis pontos, enquanto a Venezuela ficou com três pontos e ficou em terceiro lugar.

Na semifinal o Brasil jogará diante da Rússia, na sexta-feira (9/12), às 19 horas (horário local). O outro finalista sairá do confronto entre Portugal e Espanha, que ocorre como preliminar, às 17 horas. Coincidentemente, os confrontos semifinais são os mesmos da primeira edição do torneio, realizado no ano passado, na Espanha. Na ocasião, brasileiras e portuguesas levaram a melhor sobre seus rivais e decidiram o título.

No jogo desta noite, a vitória do Brasil foi construída de forma tranqüila. Logo no primeiro tempo as donas da casa abriram uma confortável vantagem por 7 a 0, com gols de Cely, Ariane, Juliana Delgado, Jéssika, Luciléia e Gaby, que marcou duas vezes.

Na etapa final, as brasileiras ampliaram. Jessiquinha, Marcela (2), Luciléia e Gaby balançaram as redes e fecharam a goleada em 12 a 0.

A goleada brasileira ficará marcada para a pivô Cely, que fez o gol que abriu o caminho da vitória nesta noite. Foi o primeiro gol dela com a camisa da Seleção Brasileira. "É diferente marcar pelo Brasil. Para mim será um jogo especial e espero que seja o primeiro de muitos que ainda vou marcar", disse.

Jessiquinha
A nota triste do confronto fica por conta da saída precoce da ala Jessiquinha, que sofreu uma entorse no joelho esquerdo e saiu da partida no segundo tempo. A jogadora será avaliada após o jogo para saber a gravidade da contusão.

Argentina e Japão empatam no encerramento do grupo B
Fortaleza (CE) - Japão e Argentina fizeram um confronto sem grandes pretensões no inicio da noite desta quarta-feira (7/12), em Fortaleza (CE). O jogo, no ginásio Paulo Sarasate, envolveu duas equipes sem chances de avançar às semifinais do 2º Torneio Mundial Feminino de Futsal, e terminou empatado em 1 a 1.

A partida definiu apenas a colocação de ambas no grupo B. Os dois países terminaram a fase de classificação com um ponto ganho, com as argentinas se beneficiando da igualdade, por terem um maior número de gols marcados (5 a 1).

A partir desta quinta-feira (8/12) os dois países estarão envolvidos na definição entre 5ª e 8ª colocações da competição, juntamente com Angola e Venezuela, que ficaram pelo caminho na chave A.

O único gol da primeira etapa foi marcado por Cintia Romano, aos 14min54. O empate das japonesas ocorreu aos 26min55, quando Kaede aproveitou uma bola cruzada para mandar para o fundo das redes. O final da partida foi de pressão japonesa, mas a goleira Guadalupe Calello evitou o revés das sul-americanas.

"Tivemos mais ocasiões de marcar, por isso não considero o resultado justo. Poderíamos ter vencido. Agora vamos buscar melhores resultados na sequência da competição", disse o treinador do Japão, Masaaki Arihara.

Espanha vence a Venezuela e garante última vaga na semi
Fortaleza (CE) - A Espanha garantiu a última vaga para as semifinais do 2º Torneio Mundial Feminino de Futsal, que está sendo realizado em Fortaleza (CE), no ginásio Paulo Sarasate. A vitória sobre a Venezuela, por 9 a 3, na tarde desta quarta-feira (7/12), confirmou as européias na próxima fase da competição, juntamente com Brasil, Portugal e Rússia.

As espanholas chegaram aos seis pontos e alcançaram as brasileiras, que ainda levam vantagem no saldo de gols. As anfitriãs jogam logo mais, às 20 horas (horário local), diante de Angola, e poderão até perder por uma diferença de três gols que ainda assim confirmarão o primeiro lugar da chave.

O líder do grupo A enfrentará na semifinal a Rússia, segunda colocada da chave B, que foi vencida por Portugal, que terá como rival na semifinal o vice-líder da outra chave. As semifinais do Torneio Mundial Feminino serão na sexta-feira (9/12), a partir das 17 horas.

O jogo
Decisiva, a partida entre espanholas e venezuelanas começou equilibrada. As ibéricas encontraram dificuldades nos primeiros minutos, diante de uma equipe que criou algumas chances de gol. Porém, aos 4min30, Natalia Flores abriu o placar.

Com seu limite de faltas estourado na etapa inicial, a Venezuela sofreu o segundo gol, após a cobrança de um tiro livre direto sem barreira. Natalia Flores cobrou no ângulo superior esquerdo da goleira Mayuri, aos 12min59. Logo em seguida, aos 16min05, Patricia Chamorro fez mais um para a Espanha. Ainda no primeiro tempo, aos 19min55, Yaremi descontou para as venezuelanas.

Porém, a reação das sul-americanas não foi consolidada e as espanholas confirmaram o triunfo e abriram uma boa vantagem com gols de Amparo Jimenez, aos 21min30; Marta Rodriguez, aos 23min50; Isabel Garcia, aos 29min26; Sara Moreno, aos 29min52; Sara Iturriaga, aos 32min12; e Patricia Gonzalez, aos 36min43. Mayuri e Rivas chegaram a marcar mais dois para as venezuelanas, fechando o placar em 9 a 3.

"Cumprimos nosso objetivo de classificação. Fizemos hoje um jogo forte, para superar a derrota diante do Brasil, e o que importa são os três pontos que nos coloca nas semifinais", comentou a artilheira da partida, Natalia Flores. "Agora começa outro campeonato, em que qualquer rival é muito complicado. Devemos jogar contra Portugal, e temos a chances de ter a revanche", concluiu.

Portugal confirma primeiro lugar do grupo ao bater Rússia
Fortaleza (CE) - No confronto que definiu a primeira colocação do grupo B do 2º Torneio Mundial Feminino, Portugal levou a melhor sobre a Rússia, por 4 a 0. Em partida que abriu a programação de jogos desta quarta-feira (7/12), no ginásio Paulo Sarasate, em Fortaleza (CE).

As portuguesas terminaram a fase de classificação com a primeira posição da chave, com nove pontos e 100% de aproveitamento. As russas, que também se garantiram na semifinal, ficaram em segundo lugar com seis pontos. A fase semifinal ocorre nesta sexta-feira (9/12), enquanto a final do Mundial Feminino será no sábado (10/12).

Ainda nesta quarta-feira, às 18 horas (horário local), Argentina e Japão, que ainda não pontuaram e estão eliminadas da disputa pelo título, duelam para fechar o grupo B.

As classificadas desta chave aguardam a definição de seus respectivos rivais na semifinal. O Brasil já está garantido, e precisa de, pelo menos, um empate diante de Angola, nesta quarta-feira, às 20 horas, para garantir o primeiro lugar do grupo A. Se isto ocorrer, uma das semifinais será entre Brasil e Rússia, repetindo o mesmo confronto da edição anterior.

O outro classificado da chave A sairá do duelo entre Espanha e Venezuela, que ocorre na sequência da programação de jogos. Quem vencer avançará, enquanto o empate favorece as européias.

O jogo
Com um maior volume de jogo, as portuguesas conseguiram abrir uma vantagem por 2 a 0 na etapa inicial. Melissa Antunes marcou os dois tentos da seleção lusa na primeira metade do confronto, primeiro aos 3min28, depois aos 9min33. Com os dois gols, Melissa assumiu a artilharia isolada da competição, com cinco tentos.

No segundo tempo, as russas tentaram impor uma pressão, mas as rivais se aproveitaram dos espaços para contra-atacar. Sofia Vieira ampliou o marcador, aos 27min23. A desvantagem fez com que o treinador russo, Evgeny Kuzmin, passasse a adotar a ala Filisova como goleira-linha, faltando pouco menos de cinco minutos para o final.

A tática não surtiu efeito. Portugal se aproveitou da ausência da arqueira na meta e fechou a contagem, com um gol por cobertura, anotado pela goleira Natalina Silva. "A Rússia permitiu que fizéssemos um jogo forte. Elas não ficaram atrás e isso nos deu mais espaços. Alcançamos todos os nossos objetivos na primeira fase. Agora vamos nos concentrar para as semifinais", comentou a pivô Sofia Vieira.

Anderson Rios, Fagner Pinho, Rafael Xavier e Daniel Gondim | Imprensa da Confederação Brasileira de Futebol de Salão
-- 
FarolCom | Coletivo de Imprensa
INFORMAÇÃO | CULTURA | SERVIÇO