segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Circuito CAIXA em Ribeirão Preto tem vitória queniana e novo líder do ranking nacional

Pódios masculino e feminino | Luiz Doro/ adorofoto

Gilmar Silvestre, melhor brasileiro na disputa, assume o 1º lugar na classificação geral; Sueli Pereira é a melhor entre as fundistas do País

São Paulo - O domingo foi dos africanos na nona etapa do Circuito CAIXA, em Ribeirão Preto. Hillary Kipgetich Kibet (Quênia) venceu a disputa masculina, com 30min11, formando a dobradinha do continente com Marco Joseph Marco (Tanzânia), que fez 30min35. Jackyne Chemwek (Quênia) foi a primeira entre as mulheres, com 35min00. Mas os brasileiros também puderam comemorar. Com 30min47 e o terceiro lugar na prova, Gilmar Silvestre Lopes assumiu a liderança do ranking brasileiro de corredores de rua. Já Sueli Pereira Silva, segunda colocada, fez 35min20 e ficou ainda mais próxima da vice-líderança do ranking feminino.

Por ser o melhor brasileiro da prova Gilmar somou 30 pontos no ranking e tomou a liderança de Giomar Prereira da Silva, que ganhou 22 pontos - foi quinto em Ribeirão Preto, mas levou a pontuação do terceiro melhor brasileiro. Giomar tinha 223 pontos com os 22 que ganhou subiu para 245 pontos. Mas Gilmar, que tinha 218 pontos, passou a ter 248 com os 30 ganhos em Ribeirão Preto, o que esquenta ainda mais a disputa pela liderança do ranking de corrida de rua da CAIXA, gerido pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), já que apenas três pontos separam os dois primeiros fundistas.

Partindo da Praça Nadyr Freitas M. da Silva, sob céu nublado e temperatura mais amena que o usual em Ribeirão Preto, os fundistas percorreram um trajeto novo - boa parte dele na Av. Braz Olaia Acosta, mesmo percurso da Stock Car na região - , que tornou a prova mais técnica. O queniano Hillary Kibet adotou a estratégia de correr "atrasado" e esperar a definição do pelotão principal. Só no quilômetro sete ultrapassou o tanzaniano Marco Joseph Marco, que vinha na ponta, e Gilmar Silvestre, o até então o segundo colocado, para abrir vantagem sobre os adversários.

"Preferi esperar para guardar energias, porque não tenho uma chegada muito forte. Mas vi que dava para sair do pelotão, depois do sexto quilômetro, e fui. No final, a umidade causou um pouco mais de desgaste. Mesmo assim, deu para manter a liderança", explicou Hillary, que já venceu a etapa de Curitiba do Circuito CAIXA (25/9). Marco Joseph, o segundo colocado, também apontou a alta umidade do ar como obstáculo, mas elogiou o novo percurso da prova. "É um trajeto bom de fazer, equilibrado. Consegui ficar em primeiro durante os primeiros quilômetros", comemorou.

Gilmar Silvestre é o novo líder em dobradinha com gêmeo

Gilmar Silvestre Lopes precisou de tempo para recuperar o fôlego após cruzar a linha de chegada em terceiro lugar, 36 segundos atrás do vencedor. "Foi uma prova muito cansativa, porque eu venho de várias outras disputas, em sequência. Comecei a sentir o desgaste depois do sétimo quilômetro, ainda aumentei o ritmo na reta final, mas acabei fazendo um tempo maior que a minha média, que é de 29 minutos alto", apontou Gilmar. "Mas o objetivo era conquistar a liderança do ranking brasileiro, e consegui cumprir."

O fundista teve mais um motivo para comemorar: a dobradinha com o irmão gêmeo Gilberto Silvestre Lopes, quarto colocado em Ribeirão Preto, com apenas dois segundos de diferença para Gilmar (30min49). "Cruzar a linha de chegada junto com o Gilberto é muito melhor, sempre. Mostra que ele também está muito bem", elogia Gilmar.

Duelo entre Jackyne e Sueli

A prova feminina do Circuito CAIXA em Ribeirão Preto também foi acirrada. A queniana Jackyne imprimiu um ritmo forte desde a largada e manteve a ponta, mas teve Sueli Pereira na sua cola durante os sete primeiros quilômetros. "A prova foi boa, mas a umidade acabou causando desgaste maior ao longo da disputa", considerou Jackyne, já conhecida entre as fundistas brasileiras - além da vitória em Ribeirão Preto, foi a primeira também nas etapas de Curitiba (25/9) e São Paulo (2/10).

Sueli Pereira também teve como tática correr com um ritmo forte desde o início, mas o cansaço provocado pela sequência de provas começou a pesar depois do sexto quilômetro. Mesmo assim, a fundista elogiou o percurso de altimetria variada, em sua primeira disputa em Ribeirão Preto. "Eu gosto de provas com ladeiras. Além disso, as africanas ajudaram, elas puxam o ritmo e nos fazem correr mais. Fui junto com a Jackyne até o quinto quilômetro", disse Sueli, brasileira mais rápida do Circuito CAIXA nesta temporada, com recordes nas etapas de Goiânia (15/5) e Belo Horizonte (7/8).

Festa entre os amadores em Ribeirão Preto

Os atletas amadores deixaram a nona etapa do Circuito CAIXA satisfeitos com o percurso da prova deste ano e o clima mais ameno, fatores que ajudaram na superação de marcas pessoais. Janaína Nadeleto, de 31 anos, veio de Sertãozinho, cidade próxima a Ribeirão Preto, e comemorou os 27min20 nos 5 km. "É inexplicável chegar aqui, numa prova forte como essa, e conseguir fazer a melhor marca da minha vida", disse Janaína, que começou a correr há dois anos, para combater o estresse, se apaixonou pelas corridas e passou a integrar a equipe da Academia Performance - uma das 14 presentes na prova deste domingo. "Em Sertãozinho temos a Maria Zeferina Baldaia, que de vez em quando nos encontra nos treinos e nos dá muita força. E um espelho para mim."

Cleide Pedro, de 70 anos, também vibrou muito com a vitória na categoria para atletas a partir dos 70. Depois da festa no pódio, fez questão de ligar para a família para dar a boa notícia. "Já estou com a medalha pendurada no pescoço", comemorou. Cleide conta que decidiu correr quando, há seis anos, viu duas senhoras correndo próximo da padaria onde estava. Foi convidada pelos atletas da ARPAM, que treinam na Cava do Bosque, a participar dos Jogos Regionais para competidores da sua faixa etária, e nunca mais largou as corridas. No Circuito CAIXA, já disputou outras duas edições da prova de Ribeirão Preto (2009 e 2010), e elogiou as novidades deste ano. "O percurso foi ótimo, o tempo maravilhoso. Não podia ter sido melhor!"

Mais importante competição de corridas de rua do Brasil, com chancela da CBAt, o Circuito CAIXA está em sua reta final. Oito das 11 etapas deste ano já foram disputadas - Goiânia (15/5), Belo Horizonte (29/5), Campo Grande (7/8), Fortaleza (14/8), Recife (28/8), Uberlândia (18/9), Curitiba (25/9) e São Paulo (2/10). Todas as provas da competição, que ainda passará por Porto Alegre (30/10) e terminará em Brasília (6/11), somam pontos para o ranking brasileiro de provas de rua. Os dez primeiros colocados no ranking, nas categorias masculina e feminina, garantem o patrocínio da CAIXA em 2012.

Resultados da etapa de Ribeirão Preto
Masculino
1 - Hillary Kipgetich Kibet (Quênia/Luasa Sports) - 30min11
2 - Marco Joseph Marco (Fila) - 30min35
3 - Gilmar Silvestre Lopes (Pé de Vento/Henrique Viana) - 30min47
4 - Gilberto Silvestre Lopes (Pé de Vento/Henrique Viana) - 30min49
5 - Giomar Pereira da Silva (Cruzeiro/CAIXA) - 31min14

Feminino
1- Jackyne Chemwek (Quênia/Luasa Sports) - 35min00
2 - Sueli Pereira Silva (Gran Cursos/Eja-Jataí) - 35min20
3 - Maria Lúcia Nascimento (Matilat/Simelt) - 36min06
4 - Edielza Alves dos Santos Guimarães (Pinda/Olympikus/CAIXA) - 36min44
5 - Anastazia Msandai Mhomi Ghamaa (Fila) - 37min02

O Circuito CAIXA é uma realização da HT Sports, com patrocínio da CAIXA Econômica Federal. A Centauro é a loja oficial do Circuito, que tem apoio da Marathon, isotônico oficial, da Polenghi, da Jovem Pan Ribeirão Preto e da Concessionária Matriz KIA. Em Ribeirão Preto, conta ainda com o apoio da Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto, Secretaria de Esportes e da Empresa de Trânsito e Transporte Urbano de Ribeirão Preto (Transerp), além da supervisão técnica da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) e Federação Paulista de Atletismo.

Mais informações em www.circuitocaixa.com.br / http://twitter.com/circuitocaixa

Siga a LOCAL no Twitter: http://twitter.com/localcomunica

LOCAL DA COMUNICAÇÃO - Heleni Felippe (MTB 13.507), Jane Dias (MTB 11.730) e Juliana Leite; e-mails: heleni@localcom.com.br, jane@localcom.com.br; juliana@localcom.com.br - Tel: (11) 3263-0683, (11) 8457-9704, 7878-6343 / ID 86*84, 7857-2944 / ID 86*3432

Praça Oswaldo Cruz, 124, Conjunto 24 - Paraíso - São Paulo - CEP 04004-070