segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Apesar do mau tempo, Scheidt e Prada seguem na liderança no Rio

Scheidt e Prada: disputa acirrada no Rio | Fred Hoffmann/ Divulgação

Apesar do mau tempo, Scheidt e Prada seguem na liderança no Rio

Ventos acima de 46 km/h só permitiram uma prova neste domingo (30/10) no Southern Hemisphere Championship: vitória brasileira, após boa disputa com canadenses

São Paulo - Robert e Scheidt e Bruno Prada seguem na liderança do Star Class Southern Hemisphere Championship, no Rio de Janeiro. Neste domingo, a dupla venceu a única regata do dia, somando 3 pontos perdidos. Lars Grael e Samuel Gonçalves, quintos colocados neste domingo, seguem na vice-liderança da classificação, com 9. Na competição, Scheidt e Prada fazem o último treino em disputa para o Mundial de Perth, na Austrália, em dezembro, em que vão lutar pela vaga brasileira da classe Star para os Jogos Olímpicos de Londres, em 2012.

O vento, que estava fraco no início da regata, aumentou bastante durante a prova, com a entrada de uma frente fria, e oscilou entre 20 e 25 nós (37,03 a 46,29 km/h). Os velejadores permaneceram na água, esperando que as condições melhorassem, mas por fim a comissão de regatas decidiu cancelar a segunda prova do dia.

"Para nós, é até bom disputar algumas regatas no limite, porque são essas condições de vento que vamos encontrar na Austrália", disse Scheidt. "Mas há barcos mais leves que o nosso na competição e não se pode desprezar o risco de quebra." A dupla olímpica do Canadá, Richard Clarke e Tyler Bjorn, teve de abandonar a regata de estreia, neste sábado, pela quebra de uma peça do mastro, em condições de vento mais favoráveis.

Mesmo com a realização de apenas uma regata, a disputa foi intensa. "Os canadenses ficaram na liderança por quase toda a prova", contou Scheidt. "Conseguimos nos aproximar no fim e só ultrapassamos praticamente na linha de chegada." Para Prada, quanto mais disputa, melhor. "A briga com eles foi bem legal. Encontrar adversários difíceis é bom, afinal, estamos treinando para o Mundial."

Estão programadas oito regatas para o Star Class Southern Hemisphere Championship, com largada prevista sempre para as 13 horas. Para a competição ser considerada válida, quatro regatas devem ser completadas. A partir de quatro regatas completadas, os velejadores terão direito ao descarte do pior resultado.

Classificação geral após três regatas:
1º- Robert Scheidt e Bruno Prada, Brasil, 3 pontos perdidos (1+1+1)
2º- Lars Grael e Samuel Gonçalves, Brasil, 9 pontos perdidos (2+2+5)
3º- Marcelo Fuchs e Ronaldo Seifert, Brasil, 11 pontos perdidos (3+4+4)
4º- Alessandro Pascolato e Henry Boening, Brasil, 12 pontos perdidos (4+5+3)
5º- Arcélio Moreira e Júlio Falcão, Brasil, 18 pontos perdidos (5+6+7)
6º- Richard Clarke e Tyler Bjorn, Canadá, 18 pontos perdidos (13+3+2)

Robert Scheidt tem patrocínio do Banco do Brasil, Prada e Rolex. Robert Scheidt e Bruno Prada têm o apoio do Comitê Olímpico Brasileiro e da Confederação Brasileira de Vela e Motor.

Mais informações no site www.robertscheidt.com.br

via Local
-- 
FarolCom | Coletivo de Imprensa
rede web de informação e cultura