segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Domínio africano no Circuito Caixa em Uberlândia

Os vencedores | Luiz Doro / adorofoto

O tanzaniano Marco Joseph e a queniana Eunice Kirwa foram os campeões. Gilmar Lopes e Sueli Aparecida, os melhores brasileiros

Uberlândia - A sexta etapa do Circuito de Corridas CAIXA, disputada na manhã deste domingo (18/9), em Uberlândia, foi amplamente dominada pelos corredores africanos. O tanzaniano Marco Joseph foi o campeão, seguido pelo queniano Joshua Kemei. Gilmar Silvestre Lopes, o melhor brasileiro na prova, ficou em terceiro. No feminino, resultado parecido. Vitória tranquila da queniana Eunice Kirwa, que estabeleceu o novo recorde da etapa, com 33min30 - a marca anterior, de 33min59, tinha sido feita por outra queniana, Elizabeh Rumoko Chepkanan, vencedora de 2010. A segunda colocada foi a tanzaniana Anastazia Ghamaa e a goiana Sueli Pereira da Silva terminou em terceiro. A próxima etapa será no domingo, dia 25, em Curitiba.

A corrida de Uberlândia teve vários atrativos. As elites masculina e feminina estavam muito fortes. De um lado, um grupo de africanos com várias vitórias no Brasil e, do outro, o time nacional de corredores de rua praticamente completo, com os melhores da atualidade - oito entre os 10 primeiros do Ranking Nacional CAIXA/CBAt. Também ganharam destaque a forte adesão dos amadores, que marcaram novo recorde na cidade, com 1.400 participantes, 17% a mais do que em 2010, e o novo percurso, com largada e chegada no belo Parque do Sabiá.

A baixa temperatura - 15 graus - nas primeiras horas do domingo não espantou os corredores que logo se aglomeraram na área próxima ao lago do Parque do Sabiá. A elite feminina largou primeiro para um percurso de cinco quilômetros pelas ruas próximas ao Parque. Os cinco quilômetros finais foram feitos dentro do Parque.

Desde o primeiro quilômetro a queniana Eunice Kirwa assumiu a ponta e foi ampliando sua vantagem em relação às adversárias. As únicas que tentaram acompanhá-la foram Anastazia e Sueli. Na metade da prova Eunice já tinha 200 metros de vantagem e fechou os 10 quilômetros com 1min30 de vantagem sobre a outra africana, repetindo seu feito de agosto ao conquistar o tricampeonato da Meia Maratona do Rio.

"Gostei do percurso, bem plano, e só tive um pouco de dificuldade a partir do quinto quilômetro quando o vento aumentou", explicou Eunice, que retorna ao Quênia no dia 2 de novembro. Ela pretende voltar no final do ano para disputar a São Silvestre.

Sueli Pereira estava conformada com o terceiro lugar. "Não vou dizer que estou feliz, mas não consegui acompanhar a queniana que disparou logo de cara. Mesmo assim, vim junto com a outra africana e garanti pontos importantes para o Ranking por ter sido a melhor brasileira. Gostei muito do novo percurso", analisou a atleta de Jataí, em Goiás, que está no melhor ano da carreira. Ela venceu as etapas de Goiânia e Campo Grande do Circuito CAIXA e pretende correr a próxima, no domingo (25/9), em Curitiba. A líder do Ranking, Conceição de Maria Carvalho, terminou em oitavo e somou mais alguns pontos no seu objetivo de conquistar o Ranking nesta temporada.

A história se repete no masculino

O domingo não era, efetivamente, dos brasileiros em Uberlândia. No masculino, dois africanos puxaram o ritmo desde o início. Marco Joseph (Tanzânia) e Joshua Kemei (Quênia), marido de Eunice, não tiveram dificuldades para dominar a prova e lideraram de ponta a ponta. Joseph chegou segundos à frente de Kemei.

"Fiz uma boa prova e só o vento atrapalhou", resumiu Joseph, que também vai para Curitiba, para a sétima etapa do Circuito CAIXA. Quinto colocado na Meia do Rio, seu plano é idêntico ao de Eunice. Volta para o Quênia em novembro e depois retorna para a São Silvestre.

O melhor brasileiro, Gilmar Silvestre Lopes, da equipe Pé de Vento, chegou cansado, mas feliz. "O ritmo da prova foi bem forte e estou contente por ter terminado em terceiro. Agora vou disputar as provas de Curitiba e São Paulo nas próximas duas semanas, pois estou treinando para a Volta da Pampulha e a São Silvestre", contou. Gilmar, de 22 anos, está fazendo uma boa temporada. Passou para segundo no Ranking, depois do resultado deste domingo e outros pódios no Circuito CAIXA, em Goiânia (2º), Campo Grande (4º) e Recife (3º). O baiano do Cruzeiro, Giomar Pereira da Silva, manteve a ponta no Ranking após terminar em oitavo.

Crescimento da corrida em Uberlândia

Os amadores deram um show na prova do Triângulo Mineiro. A competição recebeu 200 corredores a mais do que em 2010 e a estrutura montada pelas academias e assessorias esportivas comprova o crescimento da corrida na região. A Pelé Club abriu uma unidade em Uberlândia há apenas seis meses e já está com 700 alunos. A Garden Run existe há quatro anos e tem cerca de 800 alunos - experimenta um acréscimo de cerca de 20% ao ano. A VO3, pioneira entre as assessorias esportivas, evolui em torno de 30% ao ano e tem 100 alunos.

Herói do Atletismo participa da prova

O medalhista olímpico Arnaldo Oliveira, um dos Heróis do Atletismo da CAIXA, foi o padrinho da etapa de Uberlândia. O ex-atleta deu a largada e participou da premiação dos vencedores. Na sexta-feira, Arnaldo fez duas palestras em faculdades de Uberlândia.

Com a chancela da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), o Circuito CAIXA reúne os principais atletas da elite brasileira desde 2004. São 11 as etapas disputadas em nove Estados do Brasil - as próximas cidades a sediar a disputa serão Curitiba (25/9), São Paulo (2/10), Ribeirão Preto (16/10), Porto Alegre (30/10) e Brasília (6/11). O Circuito tem grande importância para os atletas de elite porque todas as 11 corridas valem pontos para o ranking brasileiro de provas de rua. Os dez primeiros colocados no ranking garantem o patrocínio da CAIXA em 2012.

Resultados

Masculino
1- Marco Joseph (Tanzânia/Fila) - 29min59s
2- Joshua Kiprugut Kemei (Quênia/Fila) - 30min06s
3- Gilmar Silvestre Lopes (Pé de Vento/Henrique Viana) - 30min21s
4- Kiprotich Jacob Kemboi (Quênia/Luasa) - 30min33s
5- José Márcio Leão da Silva (Cruzeiro) - 30min42s
6- David Andrade Mesquita (Agel/Free Corner) - 30min51s
7- Valdir Sérgio de Oliveira (Cruzeiro) - 30min57s
8- Giomar Pereira da Silva (Cruzeiro/CAIXA) - 31min17s
9- Sivaldo Santos Viana (M.Calçados/CAIXA) - 31min27s
10- Altobeli Santos da Silva (Smelt/Catanduva) - 31min39s

Feminino
1- Eunice Jepkirui Kirwa (Quênica/Fila) - 33min30s
2- Anastazia Msandai Ghamaa (Tanzânia/Fila) - 35min00s
3- Sueli Pereira Silva (Gran Cursos/Eja-Jatai) - 35min08s
4- Maria Lúcia Santos do Nascimento (Matilat/Nardini/CAIXA) - 35min48s
5- Vanda Carneiro Chagas (Gran Cursos/Agel/Ajax) - 36min13s
6- Edielza Alves dos Santos Guimarães (Segelp/Pinda/CAIXA) - 37min03s
7- Joziane da Silva Cardoso (Cruzeiro) - 37min19s
8- Conceição de Maria Carvalho Oliveira (Find Your Self/CAIXA) - 37min31s
9- Valkiria Sanches Prieto (Smelt/Catanduva) - 37min34s
10- Maria Zeferina Baldaia (Pacer/Sertãozinho) - 37min45s

O Circuito CAIXA é uma realização da HT Sports, com patrocínio da CAIXA Econômica Federal. A Centauro é a loja oficial do Circuito, que tem apoio da Marathon, isotônico oficial, e da Polenghi. Em Uberlândia, contou ainda com o apoio da Federação Mineira de Atletismo, Prefeitura de Uberlândia, Fundação Uberlandense de Turismo, Esporte e Lazer (Futel) e supervisão técnica da CBAt.

via Local