quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Jogadoras da Unilever têm mais três desafios com seleção brasileira

Sheilla, sono em dia | Fábio Castro/ adorofoto

Fabi, Mari, Natália, Juciely e Sheilla se reapresentam para Sul-Americano, Pan-Americano e Copa do Mundo, seletiva para a Olimpíada de Londres/2012

Rio de Janeiro - A líbero Fabi, as ponteiras Mari e Natália, a meio-de-rede Juciely e a oposta Sheilla, todas jogadoras da Unilever, têm mais um desafio na temporada pela seleção brasileira. Após a conquista do vice-campeonato no Grand Prix, todas tiveram uma semana de folga e, nesta quarta-feira (7/9), as cinco se reapresentam no Centro de Desenvolvimento do Vôlei, em Saquarema, Rio. O foco agora é o Campeonato Sul-Americano, no Peru, entre os dias 27 de setembro e 2 de outubro.

A seleção brasileira ainda terá outras duas competições importantes antes de as atletas retornarem para a Unilever e a disputa da Superliga - os Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, em outubro, e a Copa do Mundo, em novembro, classicatória para a Olimpíada de Londres/2012.

"Aproveitei muito esses dias de descanso para estar com a família, as pessoas que gosto e ir à praia. Como temos poucos dias de folga, acabamos sabendo dosar bem o tempo para fazer o maior número de coisas possíveis", diz Fabi.

A jogadora lembra que é preciso pensar na temporada, com muitas competições este ano. "Por isso, essa semana de folga foi muito importante para renovar as energias", acrescenta a pentacampeã da Superliga, pela Unilever, lembrando que sempre sobra tempo para malhar. "Vivemos do nosso corpo e, lógico, não podemos descuidar dele nem um minuto sequer."

A oposta Sheilla conta que aproveitou também o tempo de folga para colocar o sono em dia, já que retornou de competições na Ásia. "Dormi bastante para me readaptar ao fuso horário" confessa.

Natália luta por titularidade e pensa na Unilever
A ponteira Natália, recuperada de sua cirurgia na canela esquerda para retirada de um tumor benigno, diz que não vê a hora de se apresentar ao seu novo clube, a Unilever, mas garante estar concentrada no desafio que terá pela frente na seleção. "Já joguei uma parte do Grand Prix e estou preparada para brigar pela posição de titular", afirma.

Convocada para a seleção na temporada 2011, a meio-de-rede Juciely diz que, daqui em diante, não faltará emoção a cada nova disputa. "O Sul-Americano, os Jogos Pan-Americanos e a Copa do Mundo são três grandes desafios, cada um deles com seu devido peso. A Copa do Mundo, classificatória para os Jogos Olímpicos, é, sem dúvida, o mais difícil. O importante é que estamos bastante motivadas."

Já a ponteira Mari conta estar bem de sua lesão no reto abdominal, que a deixou fora dos momentos decisivos do Grand Prix. "A recuperação vai durar cerca de 20 dias. É uma cicatrização demorada. Já estou fazendo exercícios, mas o meu retorno às quadras ainda será avaliado", comenta.

Fernanda Venturini e grupo treina na Urca
Enquanto as cinco jogadoras se reapresentam à seleção, a Unilever prossegue sua preparação na Escola de Educação Física do Exército, na Urca, zona sul do Rio de Janeiro. Sob o comando de Hélio Griner e Ricardo Tabach, assistentes do técnico Bernardinho, as levantadoras Fernanda Venturini e Roberta; as ponteiras Régis e Amanda; as meios-de-rede Valeskinha, Mara e Ana Carolina; a oposta Juliana Nogueira e a líbero Juju Perdigão treinam diariamente, com vistas ao inicio da temporada de clubes 2011/12.

Mais informações em www.unilevervolei.com.br

via Local
-- 
FarolCom | Coletivo de Imprensa
rede web de informação e cultura