sábado, 27 de agosto de 2011

Campeões da Universíade retomam treinos na Unilever

Griner: 2 títulos internacionais em menos de 30 dias/Fernando Soutello/adorofoto

Helio Griner, Amanda, Roberta, Régis, Ana Carolina e Ju Nogueira voltam ao trabalho com a certeza de que a temporada está começando de forma positiva

Ainda embalados pelo título da Universíade, conquistado no último domingo (21/8), na China, o assistente-técnico Helio Griner, a levantadora Roberta, as ponteiras Amanda e Régis, a meio-de-rede Ana Carolina e a oposta Ju Nogueira retomam nesta segunda-feira (29/8) os treinos da Unilever na Escola de Educação Física do Exército, na Urca, zona sul do Rio de Janeiro, com a certeza de que a temporada está começando de maneira positiva.

"Já conseguimos um importante objetivo, que era o ouro na Universíade. Agora, é focar no time, no calendário que teremos pela frente, incluindo a Superliga. Temos gás para treinar ainda mais forte", garante a campeã Amanda. "Daqui a pouco, contaremos também com as jogadoras da seleção principal, que certamente vão voltar com outras importantes conquistas. Pouco a pouco, o time da Unilever vai se reunindo."

Amanda completou 23 anos na China (16 de agosto), justamente no dia do jogo contra a Itália. "A vitória sobre as italianas por 3 a 0 foi um grande presente. Em 2009, fomos eliminadas da Universíade pela Itália. Agora, demos o troco", conta Amanda, que cursa o 3º ano de Administração de Empresas.

Na China, a levantadora Roberta teve a oportunidade de dar um grande passo antes do início da temporada no clube, atuando como titular. "Tive o privilégio de jogar com algumas atacantes bem experientes e fico feliz de ter contribuído para o sucesso do grupo", comenta a jogadora, de 21 anos, uma das mais jovens da seleção universitária e da Unilever. "Fora o crescimento como jogadora, o ouro na Universíade nos dá ainda mais motivação para brigar por mais um título nacional", acrescenta Roberta, medalhista de bronze no Mundial Juvenil do México, em 2009.

Para o assistente-técnico Helio Griner, que comandou a seleção brasileira feminina de vôlei na China, e para a ponteira Régis, a festa foi dobrada, com o segundo título internacional em menos de 30 dias - os dois foram campeões dos Jogos Mundiais Militares no dia 23 de julho. Na ocasião, Helio foi o treinador da seleção brasileira militar.

"Por causa dos Jogos Mundiais Militares, tivemos pouco tempo para nos prepararmos para a Universíade. Em contrapartida, muitas das meninas já estavam em ritmo de competição, como a Régis, o que foi um diferencial em relação à temporada 2009, em que ficamos em décimo lugar", avalia Griner. "A competição foi equilibrada e voltamos com a sensação do dever cumprido, prontos para novos desafios."

www.unilevervolei.com.br

via Local
-- 
FarolCom | Coletivo de Imprensa
rede web de informação e cultura